Monday, March 28, 2005

AAAAHHHHHHHHHH

Nada vai mudar entre nós Como sei, eu só sei Tudo vai permanecer igual Afinal Não há nada, a fazer. E eu não nego, eu me entrego Você é meu grande amor E hoje eu vou te dizer Eu te amo. Eu imploro, eu te adoro Você tem meu coração A bater pra você Mais uma canção. Como pode alguém perder você Como eu fiz Como eu quis, não te ter. Vivo iludido a acreditar Que o amor Não se pôs em você. Eu me entrego Eu não nego Eu errei mas sou capaz De fazer Sua vida, melhor. Tô voltando, não sei quando Pra roubar teu coração Vou chegar no final De mais uma canção.

1 comment:

Worm said...

Ai Beeeel, meu...
Pq essa coisa de se identificar com todas as canções de amor??
O Bucci disse uma vez: 90% das produções literárias foram feitas em estado de depressão.
OH, céus!!!
Mas ah, vamos roubar corações.
Vamos ser ladras de corações. Roubar e não devolver nunca mais.
Bjooosss