Saturday, April 01, 2006

Pelo menos assim eu não sou,cerrrtooo?


Coitada daquela menina querendo ser super mulher. Faz de seus afazeres e de suas responsabilidades, seu troféu. No fundo queria mesmo aquele homem, então se tornou uma pessoa vazia. Tão vazia que lota a cabeça de afazeres e troca a emoção pela razão. Triste, no fim da noite sabe quanto vazia ela é. Típica menininha mimada, típica emo que não quer crescer, tipo daquelas que tem o coração tão machucado, pois tentou ser perfeita e ficou louca. Pois tentou esquecer o amado e, pois pedras no caminho. Que entra em crise e te liga 3 da manhã, mas jamais será capaz de atender ao telefone quando você precisar dela. Garota fácil, metida a politizada. Papai não é careta, mamãe é um barato. A vida não esta fácil, iludida da cabeça aos pés. Típica egoísta finge estar bêbada, finge ser feliz. Pobre menininha fútil e apaixonada pelo homem que esta noivo. O desprezo seu desespero, se ele ligasse ela ia, ah mais ia...Mas ele não vai ligar garotinha. E você vai se entorpecer nos braços de caras ridículos, e eles vão te usar. Você não vai saber lidar, então vai se afundar nos livros de sua faculdade paga. E então você vai fazer greves e então sua mãe vai pagar e até você se formar aquela super profissional, super mulher. Vazia sem amor rejeitada e ainda sim, feia e egoísta...Que dó.

1 comment:

Casa de Retalhos said...

Bel!!!
Puta texto esse...hj vou me deleitar lendo as tuas coisas!
Eu tive q fazer um blog pra poder escrever aqui...hahahahahahaha

Mulher guerreira...sempre foi!

Bjos enormes:::Aline